Publicado em minimalismo, VEDA

BEDA#24 – minha vida minimalista

tatu do bem

No minimalismo preservamos a qualidade e a real necessidade do que consumimos. Compreendemos o processo de produção do que compramos, ou seja, toda a cadeia que envolve a confecção dos bens que compramos (desde a plantação, extração ou produção, com etapas de logística e distribuição, consumo de energia, combustível, impostos e salários pagos ou não corretamente) e valoramos o tempo investido para ganhar dinheiro e aplicar em coisas que não são de elevada importância para nós. Sim, temos que nos conhecer e saber o que queremos e valoramos para viver o minimalismo sem sofrimento. Para mim, a grande ideia do minimalismo é não sofrer. Não sofrer porque me falta tempo pois assumo muitas tarefas e não posso delegar funções e tampouco consigo fazer tudo o que me cabe. Não sofrer por não ter algo, ou por ter em excesso, ou ainda por ter o que não quero e não ter o que quero. Sofremos demais, e me parece que isso se passa porque não sabemos quem somos e o que queremos.

Hoje, cada vez mais, busco o simples, principalmente com meus sentimentos e a comunicação. Não me fixei nos caminhos minimalistas da decoração ou do armário cápsula com 33 peças de roupa, não me limitei a ter somente 100 objetos. Mas em contrapartida, sempre que me sobra tempo, olho meus pertences e o que pouco uso, ou o que não me agrada muitíssimo, faço seguir caminho em outro lar, levo para doação. Com as palavras e os pensamentos estou no mesmo caminho, quero reduzir ao necessário. Sou considerada uma boa ouvinte, uma pessoa que escuta com atenção e que observa muito. Agora quero melhorar minha comunicação. É verdade que presto muita atenção e escuto com carinho, porém quando começo a falar ou escrever, não paro. Me comunico bem, porém quero reduzir, ser mais direta e efetiva em minha comunicação. Ao trabalhar como comercial, tenho pouco tempo para envolver e conquistar o cliente e, para atingir os resultados que a empresa me coloca tenho que me esforçar muito para ser o mais eficaz no contato com os clientes. Isso me faz ser mais assertiva, ir direto ao ponto e ao seguir com um pensamento simples. Percebi que estar focada, presente no aqui, no agora, sou mais feliz, agradecida e não sofro por antecipação e assim controlo melhor a minha ansiedade.

Assim, fazendo uma coisa por vez, me vi executando tarefas com mais qualidade e tendo um volume maior de atividades executadas ao longo do dia. Ao me conhecer melhor, saber o que busco, o que quero, assumo o minimalismo sem sofrimento e gradualmente noto minhas conquistas.

Assim:

  • não perco tempo com pensamentos negativos;
  • não perco tempo com disputas y guerras contra pessoas que não valorem o que eu valoro;
  • não mantenho guardado o que não uso há 7 ou 12 meses, ou o que esteja quebrado e/ou não me sirva mais;
  • não gasto tempo sofrendo pelo que não posso fazer ou arrumar na hora;
  • não gasto tempo, aproveito meu tempo, afinal ele é muito valioso;
  • não gasto dinheiro com o que não me agrega valor, ou de verdade necessito;
  • não sofro por antecipação;
  • aprendi a dizer não;
  • aprendi a dizer sim;
  • aprendi a valorar as coisas, pessoas e situações;
  • aprendi a avaliar as prioridades;
  • aprendi a viver;
  • aprendi a me respeitar;
  • aprendi a me amar, assim como sou.
Anúncios