Coach e Meta, Sem categoria, VEDA

BEDA#19 – hoy mejor que ayer

Hola, que tal?

Hoy te dejo un buenas noche y un pedido.

Observe tu día, que hice de nuevo? Que hiciste hoy mejor que ayer? Que hiciste por ti? Y por las personas mais importantes de tu vida?

Si no quieres compartir conmigo, no pasa nada. Mentalize y aprenda con su día de hoy.

Espero que pueda con estas pocas palabras te hacer pensar y que después tu puedas hacer mejor. yo tengo un lema, hoy seré mejor de lo que fue ayer. Todos los días, cuando me despierto, penso en eso. Hoy, mejor que ayer.

 

Anúncios
Padrão
Coach e Meta, Relacionamentos, Sentimentos, VEDA

BEDA#18 – Vampiros Emocionais x Atitude Mental Positiva

Você já deve ter sentido que a relação com algumas pessoas não flui muito bem, por mais que você tente, é como se o seu santo não combinasse com o santo da outra pessoa. E, com outras pessoas, a situação ainda pode ser pior. Já aconteceu comigo de estar com uma pessoa e depois me sentir esgotada, sem energia. Algumas coisas podem acontecer; desde uma energia conflitiva com a sua a uma  pessoa, que sem a intensão, acaba chupando sua energia, são os “vampiros energéticos”. Eu diria que muitas dessas pessoas não sabem que são, e muitas se tornam por terem muitos pensamentos negativos. Sim, nossa mente tem poder e as palavras também. Existem experimentos feitos com plantas, água e um outro com arroz, que mostram a influência de palavras negativas. Assim também é com nossas vidas e nossa energia, mais do que pessoas que nos levem para baixo, acho que nós mesmos somos o nosso maior vampiro.

Eu indico que você sempre esteja atento ao que pensa e fala, nossa fala é reflexo de nossas crenças e uma crença negativa nos leva ladeira abaixo. Existe muita literatura que pode te ajudar, eu particularmente gosto de Napoleon Hill, tenho um livro que deixo na minha cabeceira e leio, sempre que possível, algumas páginas para me manter a top.

la actitud mental positiva

Ah, já sei o que você está dizendo ai do outro lado, é um livro de auto-ajuda. Sim, pode ser, mas e daí? Se me ajuda, que mais dá? Eu tenho uma crença, tudo o que me ajuda para o meu crescimento e para ser uma pessoa melhor é positivo, é bom e eu quero.

Napoleon Hill dedicou 25 anos de sua vida para estudar pessoas de sucesso e descobrir o que todas elas tinham em comum. Nessa longa pesquisa ele esteve com pessoas importantes da política Norte-Americana, com grande empresários e descobriu características similares em todas elas, que podemos considerar como pontos que as levaram ao êxito. Na PNL (programação neurolinguística) chamamos esse trabalho de modelagem, observar a pessoas que têm determinadas atitudes que queiramos aprender para replicar a forma de ação, replicar o modelo. Napoleon Hill começou este trabalho em 1908, há mais de 1 século, quando Andrew Carnegie, um grande industrial, filósofo e filantropo,  propôs ao jovem jornalista que lhe entrevistava que se dedicasse a este trabalho e depois levasse para as pessoas a informação para que todos pudessem aprender e aplicar em suas vidas. E foi exatamente isso que Hill fez e colocou nesse livro que é um clássico.

Existem pessoas assim, mas o poder de que elas me afetem é dado por mim. Se você como eu, escolhe que estas pessoas não te afetaram, você já tem a porta aberta para a sua proteção e crescimento. E lembre-se, você precisa se educar e não permitir que você tenha pensamentos negativos, sua atitude é o que faz com que muitas outras portas se abram na sua vida. Abra as portas e janelas, acredite na sua capacidade, busque se conhecer, identificar suas falhas. Aprenda com seus defeitos, corrija-os e se aprimore como pessoa de valores e atitude positiva. Você pode traçar um caminho de sucesso, de paz e prosperidade. Acredite, faça a diferença!!!

Eu acredito que você pode, tal como eu posso!

Te desejo toda a luz e benção do Universo!

 

Padrão
Coach e Meta, Minimalismo, VEDA

BEDA#15 – minha luta minimalista e organizacional

uma gota no oceanoVivendo com 2 homens e um cachorro de 1 ano, tendo muito pouco tempo em casa, sendo muito organizada, ao contrário dos outros habitantes da casa, hoje não resisti e dei um ataque de louca-histérica. A quantidade de coisa que tinha por fazer na casa era imensa e os dois homens estavam de brincadeira pela casa com o cachorro ou com o computador. Resultado? Uma bronca bem dada para cada um dos três.

A bronca não soluciona os problemas do apartamento, mas, me ajuda a colocar um pouco de ordem e fazer os dois olharem para o lado e não apenas para seus próprios umbigos. A questão é, saber dizer não, saber delegar, dar limites e não procrastinar. Assim conseguimos manter a ordem de uma casa que tenta ser minimalista.

Sim, tento fazer da minha casa um lugar minimalista, mas ainda não consegui. Estava no caminho, porém quando decidimos fechar um negócio que tínhamos aqui na Espanha parte dos móveis, que não foram vendidos, vieram parar aqui no apartamento trazendo o caos para nosso lar. Agora para andar temos pouco espaço e uma quantidade de coisas que me assusta e dificulta a limpeza da casa. Todos estes itens estão a venda, mas vender usados não é tão simples e, enquanto isso, dependo de doses de paciência e ajuda de meus homens.

Isso tudo me fez pensar; a vida é como esta foto, uma pequena mudança, uma ação, um pensamento, uma fala… tudo isso pode mudar, mover a direção da sua vida por um tempo ou por toda a vida. A vida é uma cadeia, toda interligada, por mais que não tenhamos atenção a isso ou aos pequenos detalhes de nosso dia-a-dia, as coisas que faço hoje podem impactar minha vida hoje ou no futuro, seja próximo ou não. Sendo mais clara e específica, um exemplo, a compra de uma lava-louça determinada para o negócio que tínhamos aqui na España, hoje é um trambolho no meu corredor. Por que? Diversos fatores, primeiro por ter gasto dinheiro num item que usei muito pouco, não precisava desta máquina, podia ter lavado tudo na mão, ou usado o lava copos que tínhamos. Segundo, o tamanho do equipamento não foi analisado e hoje não me serve, pois não cabe na minha cozinha, é grande demais. Enfim, um pequeno exemplo do que nossas atitudes podem fazer em nossas vidas. Quando desejo ser minimalista, penso nos benefícios que esse conceito pode trazer para mim e para minha família, compreender o sistema de consumo, a cadeia de produção, a necessidade real de ter e ser. Sei que tenho que cumprir demandas de um dia de trabalho, mas o primordial para mim é ter tempo para estar com minha família, muitas vezes não me sobram horas, mas o tempo que me sobra deve ser muito bem aproveitado e por isso a organização é muito importante, assim não gasto horas ou minutos com o que não me traz valor.

E você, já descobriu seu propósito de vida? Já tem claro seus valores? Se for de seu interesse posso te ajudar nessa descoberta, me encanta ajudar as pessoas.

Padrão
Coach e Meta, Livros, Sentimentos

Quem é seu melhor amigo?

O que é importante para você

O que é verdadeiramente importante para você? Muitas vezes temos que ajudar ao outro, e nos deixar de lado um pouquinho, mas, aprendi com a mudança de País, que EU sou meu melhor amigo.

Portanto, ao começar um processo de questionamento, como o que propus no post anterior, motivada pelo livro que estou lendo. Pense em você, o que é importante para você, quem você quer ser, como quer? Você estando forte e fazendo por você, é certo que poderá dar todo o apoio que seu par necessitar.

Lembra da lei de salvação da aviação? Primeiro a máscara em si mesmo, depois ajude ao vizinho ou familiar que está ao seu lado. Isso não é egoísmo, é auto estima verdadeira, é amor por si próprio. Esse pensamento e as devidas atitudes devem ser feitas com equilíbrio e seriedade, para não passarmos atropelando a todos os que estão ao nosso redor.

Padrão
Coach e Meta, Livros

Livro 8 – La Actitud Mental Positiva – un camino hacia el éxito

La Actitud Mental Positiva - Napoleon Hill

Sim, este é um livro de  auto ajuda. Não é o segmento que mais me encanta e me enlaça na leitura, mas também leio quando necessito. Para quem leu meu último post vai perceber que este é um momento delicado e esta leitura certamente está me ajudando.

Napoleon Hill é dos autores clássicos da auto ajuda, americano que viveu no período da recessão americana, pobre, inteligente e curioso. Se junto com pessoas certas e teve atitudes adequadas para mudar a sua situação. Como jornalista em uma revista, teve a tarefa de entrevistar Andrew Carnegie, um famoso industrial, filósofo e filantropo, que fez a proposta a Hill de dedicar 20 anos de sua vida pesquisando e estudando a filosofia dos lucros e êxitos americanos. Como um estrangeiro, como ele Carnegie, ou qualquer outra pessoa, podia conquistar êxito naquele País (Estados Unidos). A verdade é que o trabalho que Hill desenvolveu, identifica atitudes de personagens Americanos de sucesso, porém são atitudes que aplicadas em qualquer lugar que estejamos devem nos levar ao êxito no objetivo buscado. Ou seja, Hill, modelou pessoas de sucesso e identificou 17 principios que qualquer um de nós podemos seguir para alcançar o que buscamos.

O livro trata disso, e mostra muitos exemplos de pessoas. Não é uma leitura para ler em 2 a 3 dias, é para ser lida e analisada, não porque seja difícil sua compreensão, ao contrário é bem simples, a questão é sempre se auto-avaliar. Tenho muito para ler do livro, estou no segundo capítulo e já identifiquei uma atitude muito importante, talvez a mais importante de todas, porque é a primeira. Precisão de objetivo, o que você quer de verdade, o que você mais quer na sua vida e que basicamente dependa de você? Responda a esta pergunta, com toda a clareza. Gaste o tempo que precisar para ter esta resposta bem clara na sua mente, não avance enquanto isso não estiver definido. Sem esta precisão de desejo, as chances de que todo o processo de conquista falhem é grande. Lógico que durante o processo você pode mudar de idéia, mas imagino que a mudança não será drástica, e sim, ajustes de detalhes do seu objetivo, da sua meta.

O que você acha disso? Que tal compartilhar suas experiências? Conforme eu vá seguindo na leitura vou contando o que me parecer muito importante.

Enquanto isso; pense no que você mais quer para você. Está difícil responder, não se preocupe, deixe os dias passarem enquanto pensa. Se pergunte:

O que? Por que? Quando? Como? E com quem?

Você pode ter um passageiro que te acompanhe no objetivo, mas lembre-se, o sonho é seu e você tem a responsabilidade da conquista. Organize-se para isso.

Se eu posso, você pode mais ainda! Confie sempre!

Padrão
Coach e Meta, Sentimentos, Viver no Exterior

Vida no exterior

 

morar-no-exterior2.png

Muitos acreditam que viver fora do Brasil é um mar de rosas, oh pobre, como este se engana. A vida aqui é tão dura ou até mais do que quando estava na minha terrinha. Lógico, que com as dificuldades que enfrentam o Brasil e o Rio de Janeiro, pode ser que nós estivéssemos numa situação bem desconfortável, não tenho como saber.

A questão é; fizemos a escolha, fechamos toda a nossa vida, da forma que creiamos ser a mais correta para a situação como se apresentava. Fizemos muitos  planos, porém diria que 90% deles foram pelo ralo e a vida por aqui, teve momentos bem duros. Duros pela falta de trabalho, ou pelo trabalho escolhido. Duros pela falta de dinheiro e pela diferença do idioma, que embora muito parecido causa dificuldades e gera preconceito. Ainda passamos outros momentos difíceis pela falta de apoio familiar (os poucos que ficaram no Brasil) e por não termos Amigos (com A maiúsculo) locais para nos apoiar e abraçar, dar um carinho. Tudo isso nos faz mais fortes, mas tiveram momentos que não resisti e chorei, me afundei na cama com a sensação de que não havia mais saída. Porém a verdade é que sempre há.

De 7 malas, hoje, nossas vidas se transformaram num container de informações e experiências novas. Quando estamos imersos na dificuldade e na dor, não percebemos, mas eu tenho a oportunidade de sair do casulo e vir escrever, me distanciando um bocado de tudo isso e repondo forças. Sigue sendo difícil, ver que todas as suas ilusões não se concretizaram e agora, com a idade que tenho, preciso recomeçar. Mas olha que ponto mais fantástico, estou viva e posso recomeçar, sempre!!! Basta estar viva!!!

Para os que não sabem, fechamos o bar. o El Bendito terá vida nova em mãos de outras pessoas, não fomos felizes ali e sim, acredito que um negócio deve ser rentável financeiramente, mas principalmente, emocionalmente, e não foi o que aconteceu. Se seguíssemos com o bar algo de dinheiro ganharíamos, não o que o tornasse rentável para justificar o tanto de trabalho que dava, porém morreríamos ali… E a vida vale mais, muito mais, do que só um negócio.

O Universo é tão poderoso comigo que saí do El Bendito, num dia, com uma gripe muito forte que me deixou de cama por 4 dias e, quando levantei, já estava empregada em uma multinacional. Sigo meu caminho como comercial, vendendo uma empresa séria e num mercado altamente competitivo, com uma venda de ciclo curto, que até hoje fiz muito pouco, o que significa? Que estou viva e tenho mais uma vez a chance de começar e aprender!!! Aqui na Prosegur, estou há 3 semanas, começando meu trajeto que espero que seja duradouro como foi minha relação com as empresas que trabalhei. Sou o posto mais baixo da hierarquia de vendas, não busco ser chefe, mas quero ser uma Super Vendedora, como já fui no Brasil e, para isso, tenho alguns degraus a subir.

Eu posso, eu sou muito mais do que tudo isso, eu consigo!

Padrão
Coach e Meta, Sentimentos

Minimalismo

menos es mas

Fazem 1 ano e 5 meses que cheguei na Espanha e um dos meus objetivos era ter menos coisas em casa, uma vida mais fácil de levar e organizar. Mas hoje olho para meu lado e vejo que minha mesa está repleta de papeis, livros, cadernos, cadernetas, canetas e mais tralha que não consigo nomear. Penso no resto da casa, e sinto que segue esta mesma desordem.

Não culpo, tampouco justifico, minhas ações e inatividades, mas entendo que meu objetivo inicial, não foi alcançado pois não controlei a entrada em casa e, mais que isso, não vigiei minhas emoções. Sim, ainda compro coisas quando estou triste. Em especial compro livros e comida, é o que me faz sentir alimentada, como se um dia tivesse tido uma fome de vida, de mundo, que não tenha sido suprida. E os livros, me remetem a vidas mais bonitas, animadas, românticas… são formas de fugir do que me incomoda no aquii e agora.

Aos poucos, depois deste quase ano e meio de Espanha, de muito aprendizado e sofrimento, vou coloccando a cabeça em ordem e definindo meus objetivos. Vou reduzir livros, roupas, objetos de cozinha, canetas, papeis e tralhas… Meu objetivo, em 1 mês ter o escritório e meu armário em total ordem.

Padrão