Publicado em eu

Un poco sobre mi

Una característica mia es la capacidade de observacíon. La tengo desarrollada y, hay momentos que no quiero observar determinadas cosas, pero las veo. Algo como intuitivo se me aparece a mente como una película paralela a real, donde veo lo que hay por bajo del que se muestra para las demás personas.

Hay situaciones en que esto es muy bueno, pero hay otras que no. Incluso porque me decepciono con personas, y cuando me decepciono, oh Dios, es duro para volver a confiar y tener ganas de estar con la persona.

Hay un otro punto que me molesta en ser tan observadora, me parece que estoy ponendo como rótulos a las personas, y soy 100% contra los rótulos. No me gusta ser rotulada y, por tanto, no me gusta rotular. la cuestíon es que hay certas caracterísitcas que solo poden ser definidas, o explicadas, mientras hagamos una comparativa y pongamos un rótulo. Un exemplo, digo que mi hijo es desorganizado, porque lo comparo con mi forma de ser. pero se lo comparo con un otro niño, que sea como él, puede ser que no sea tan desorganizado, como lo parece actualmente.

Bueno, esa es una caracteristica mia, puedo mudarla? Si, es una mudanza necesaria? Positiva? No, pues no es de todo malo, por lo contrario… suele ser buena esta característica para saber por donde camino.

Ahora que comparti contigo ulgo personal mio, que te parece si hace lo mismo y me comenta algo tuyo? Espero tus comentários. Hasta pronto.

Anúncios
Publicado em Coach e Meta, livros, Sentimentos

Quem é seu melhor amigo?

O que é importante para você

O que é verdadeiramente importante para você? Muitas vezes temos que ajudar ao outro, e nos deixar de lado um pouquinho, mas, aprendi com a mudança de País, que EU sou meu melhor amigo.

Portanto, ao começar um processo de questionamento, como o que propus no post anterior, motivada pelo livro que estou lendo. Pense em você, o que é importante para você, quem você quer ser, como quer? Você estando forte e fazendo por você, é certo que poderá dar todo o apoio que seu par necessitar.

Lembra da lei de salvação da aviação? Primeiro a máscara em si mesmo, depois ajude ao vizinho ou familiar que está ao seu lado. Isso não é egoísmo, é auto estima verdadeira, é amor por si próprio. Esse pensamento e as devidas atitudes devem ser feitas com equilíbrio e seriedade, para não passarmos atropelando a todos os que estão ao nosso redor.

Publicado em Coach e Meta, livros

Livro 8 – La Actitud Mental Positiva – un camino hacia el éxito

La Actitud Mental Positiva - Napoleon Hill

Sim, este é um livro de  auto ajuda. Não é o segmento que mais me encanta e me enlaça na leitura, mas também leio quando necessito. Para quem leu meu último post vai perceber que este é um momento delicado e esta leitura certamente está me ajudando.

Napoleon Hill é dos autores clássicos da auto ajuda, americano que viveu no período da recessão americana, pobre, inteligente e curioso. Se junto com pessoas certas e teve atitudes adequadas para mudar a sua situação. Como jornalista em uma revista, teve a tarefa de entrevistar Andrew Carnegie, um famoso industrial, filósofo e filantropo, que fez a proposta a Hill de dedicar 20 anos de sua vida pesquisando e estudando a filosofia dos lucros e êxitos americanos. Como um estrangeiro, como ele Carnegie, ou qualquer outra pessoa, podia conquistar êxito naquele País (Estados Unidos). A verdade é que o trabalho que Hill desenvolveu, identifica atitudes de personagens Americanos de sucesso, porém são atitudes que aplicadas em qualquer lugar que estejamos devem nos levar ao êxito no objetivo buscado. Ou seja, Hill, modelou pessoas de sucesso e identificou 17 principios que qualquer um de nós podemos seguir para alcançar o que buscamos.

O livro trata disso, e mostra muitos exemplos de pessoas. Não é uma leitura para ler em 2 a 3 dias, é para ser lida e analisada, não porque seja difícil sua compreensão, ao contrário é bem simples, a questão é sempre se auto-avaliar. Tenho muito para ler do livro, estou no segundo capítulo e já identifiquei uma atitude muito importante, talvez a mais importante de todas, porque é a primeira. Precisão de objetivo, o que você quer de verdade, o que você mais quer na sua vida e que basicamente dependa de você? Responda a esta pergunta, com toda a clareza. Gaste o tempo que precisar para ter esta resposta bem clara na sua mente, não avance enquanto isso não estiver definido. Sem esta precisão de desejo, as chances de que todo o processo de conquista falhem é grande. Lógico que durante o processo você pode mudar de idéia, mas imagino que a mudança não será drástica, e sim, ajustes de detalhes do seu objetivo, da sua meta.

O que você acha disso? Que tal compartilhar suas experiências? Conforme eu vá seguindo na leitura vou contando o que me parecer muito importante.

Enquanto isso; pense no que você mais quer para você. Está difícil responder, não se preocupe, deixe os dias passarem enquanto pensa. Se pergunte:

O que? Por que? Quando? Como? E com quem?

Você pode ter um passageiro que te acompanhe no objetivo, mas lembre-se, o sonho é seu e você tem a responsabilidade da conquista. Organize-se para isso.

Se eu posso, você pode mais ainda! Confie sempre!

Publicado em Coach e Meta, Sentimentos, Viver no Exterior

Vida no exterior

 

morar-no-exterior2.png

Muitos acreditam que viver fora do Brasil é um mar de rosas, oh pobre, como este se engana. A vida aqui é tão dura ou até mais do que quando estava na minha terrinha. Lógico, que com as dificuldades que enfrentam o Brasil e o Rio de Janeiro, pode ser que nós estivéssemos numa situação bem desconfortável, não tenho como saber.

A questão é; fizemos a escolha, fechamos toda a nossa vida, da forma que creiamos ser a mais correta para a situação como se apresentava. Fizemos muitos  planos, porém diria que 90% deles foram pelo ralo e a vida por aqui, teve momentos bem duros. Duros pela falta de trabalho, ou pelo trabalho escolhido. Duros pela falta de dinheiro e pela diferença do idioma, que embora muito parecido causa dificuldades e gera preconceito. Ainda passamos outros momentos difíceis pela falta de apoio familiar (os poucos que ficaram no Brasil) e por não termos Amigos (com A maiúsculo) locais para nos apoiar e abraçar, dar um carinho. Tudo isso nos faz mais fortes, mas tiveram momentos que não resisti e chorei, me afundei na cama com a sensação de que não havia mais saída. Porém a verdade é que sempre há.

De 7 malas, hoje, nossas vidas se transformaram num container de informações e experiências novas. Quando estamos imersos na dificuldade e na dor, não percebemos, mas eu tenho a oportunidade de sair do casulo e vir escrever, me distanciando um bocado de tudo isso e repondo forças. Sigue sendo difícil, ver que todas as suas ilusões não se concretizaram e agora, com a idade que tenho, preciso recomeçar. Mas olha que ponto mais fantástico, estou viva e posso recomeçar, sempre!!! Basta estar viva!!!

Para os que não sabem, fechamos o bar. o El Bendito terá vida nova em mãos de outras pessoas, não fomos felizes ali e sim, acredito que um negócio deve ser rentável financeiramente, mas principalmente, emocionalmente, e não foi o que aconteceu. Se seguíssemos com o bar algo de dinheiro ganharíamos, não o que o tornasse rentável para justificar o tanto de trabalho que dava, porém morreríamos ali… E a vida vale mais, muito mais, do que só um negócio.

O Universo é tão poderoso comigo que saí do El Bendito, num dia, com uma gripe muito forte que me deixou de cama por 4 dias e, quando levantei, já estava empregada em uma multinacional. Sigo meu caminho como comercial, vendendo uma empresa séria e num mercado altamente competitivo, com uma venda de ciclo curto, que até hoje fiz muito pouco, o que significa? Que estou viva e tenho mais uma vez a chance de começar e aprender!!! Aqui na Prosegur, estou há 3 semanas, começando meu trajeto que espero que seja duradouro como foi minha relação com as empresas que trabalhei. Sou o posto mais baixo da hierarquia de vendas, não busco ser chefe, mas quero ser uma Super Vendedora, como já fui no Brasil e, para isso, tenho alguns degraus a subir.

Eu posso, eu sou muito mais do que tudo isso, eu consigo!