Publicado em Coach e Meta

Aceitação#2

Minha proposta inicial era escrever sobre a aceitação na minha vida, durante esta semana, faria isso diariamente, mas, alguns dias não consegui sentar a frente do computador. Tenho tantas dores na coluna que o médico me deu uma nova medicação, mas me senti fatal.Por dois dias não consegui levantar da cama, as dores ainda persistiam e junto vieram os efeitos colaterais do remédio, que fui previamente alertada que teria que passar por isso, uma vez que esta medicação é mais forte e tem um resultado muito poderoso, mas só depois que o corpo se adapta a ela. Muito bem, uma vez informada, me resignei e aceitei a minha situação e semana.

E volto a aceitação, sim, aceitar os fatos que a vida te dá. Se esta semana não podia ir a rua, fotografar, caminhar, sentar ao computador para escrever por horas a fio, fiquei deitada, em repouso e lendo. Li e me enamorei. Estou apaixonada pela Marlena de Biasi e seus livros, terminei de ler um e já comprei outros 5, desta mesma autora para ler. Vou fazer a resenha para vocês acompanharem minhas leituras, logo ponho no ar.

Entre um livro e outro da Marlena, estou lendo um outro, com assunto distinto para desfocar. “Silêncio: o poder da quietude em um mundo barulhento”.  Acho que termino de ler até segunda e faço uma resenha destes também. O que posso adiantar, lendo este livro é silêncio, meditação são partes da aceitação. Em primeiro lugar, se te interessa a meditação e você quer fazer, há que aceitar os estágios iniciais que são difíceis. Não nascemos andando e, lógico, não estamos pronto para um pequeno período de meditação, que dirá para um largo período. Paciência é a segunda palavra após aceitar as dificuldades e limites. Cada dia é um dia, e pouco a pouco, com a perseverança vamos alcançando limites maiores. Não tenho feito uma meditação tradicional, de sentar me e ficar por um período ali em silêncio, ainda não foi possível. Mas diariamente, quando percebo que minha respiração muda, meu coração dispara e minha voz se altera, busco a concentração na respiração, no que estou fazendo, no aqui e no agora. Se me pego ansiosa com alguma coisa do passado me pergunto: “- Posso mudar o passado? De que me adianta fixar no que não posso alterar?”. E, se me pego nervosa e com medo do futuro, me pergunto: “- O que posso fazer AGORA para que este meu medo do futuro possa ser suavizado ou até eliminado?” Se consigo uma ação para o presente, me organizo para fazer, se não há nada no presente, simplesmente dou um comando para minha cabeça. “- Agora não adianta sofrer com isso, confie na abundância e proteção Divina e entregue seus problemas e medos para o Universo.

Assim, desta forma, vou aprendendo a viver com mais tranquilidade e dando espaço para a vida me dar informações suficiente para escolher qual o caminho vou seguir. Aceitar as mudanças e os tempos, está sendo um aprendizado muito importante em momentos muito prazeroso, inclusive.

Muito bem, por hoje é isso, logo volto com as resenhas dos livros.

Beijos, bicos y besos.

 

Anúncios

Autor:

Uma pessoa em constante movimento e crescimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s