Hablar en español

Vim para a Espanha sem falar espanhol. Sim, já sei, sou louca.

Enrique disse que seria fácil, aqui falam galego que é muito parecido com o português e isso me ajudaria a, pouco a pouco aprender o espanhol (castelhano).Como sou apressada e não giro no tempo padrão,  já cheguei aqui matriculada num curso intensivo de espanhol, na USC (Universidade de Santiago de Compostela). Eram 2 meses e meio de curso, com 5 horas de aula ao dia, de segunda a sexta.

Depois de muitos anos longe de uma sala de aula, me senti super motivada, adoro estudar, só que não contava com um detalhe, eu era a única ocidental no meio de 14 orientais, sendo 4 vindos do Japão e 10 da China, todos com 20 anos e com um espanhol básico e muito correto. Eu com meu portunhol-agalegado não conseguia me comunicar com minha turma, só com a professora e tinha que fazer diversos trabalhos em equipe.. ufa, quase aprendi a falar chinês nesse meio tempo. Foi divertido, muito divertido.

Ao final do curso, tínhamos que fazer um trabalho para mostrar nosso nível de aprendizado falando do período que passamos estudando em Santiago de Compostela. Mas para mim não era um periodo estudando, era o início de uma vida e pouco tinha conseguido dividir com as meninas da minha classe (sim, éramos 15 em sala e só tinha 1 menino, o Riku que veio do Japão). Tive que usar meus encantos de vendedora e convencer a professora e a coordenadora que eu deveria fazer o trabalho sozinha, afinal o que poderia falar do Brasil e da minha vivencia em Santiago na situação que eu me encontrava? Aprovada a execução do trabalho, eu tinha 1 semana para desenvolver e apresentar para toda a escola de idiomas da USC, que naquele momento contava com umas 10 pessoas na equipe diretiva e de ensino, mais cerca de 100 alunos, sendo 90% de chineses, 6% de japoneses e os 4% restantes divididos entre (um coreano, uma alemã, uma turca e eu, a coroa brasileira).

Apresentar em público para mim não era mais um problema, afinal agora além de rir sem tapar a boca com as mãos, dou gargalhadas, falo alto e sou cara de pau. O problema estava em fazer apresentação em vídeo, mas não aqueles vídeos que já publiquei por ai. Todos os exemplos eram de vídeos editados, com imagens diversas de Santiago e arrededores, acompanhados de músicas… HA!!!, aqui estava meu problema. Eu nunca tinha editado um vídeo e nem sabia como fazer e para piorar a situação, meu computador resolveu não colaborar e não era possível editar o vídeo. Mas quem me conhece sabe, eu não desisto fácil e tinha determinado que faria minha apresentação em vídeo e assim foram os meus últimos 3 dias do curso sem dormir, investigando todas as possibilidades de fazer o tal vídeo acontecer.

No curso diziam, muda, não precisa ser um vídeo, pode ser uma colagem, uma fala, uma carta, qualquer coisa, não gaste seu tempo com isso. Mas eu estava determinada, eu faria o vídeo!!

Resultado, fiz e segue abaixo! Eu não desisto nunca!!!

Espero que se divirtam.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s